Programação da FeliS promovida pela Prefeitura de São Luís oferece atividades voltadas para crianças nos 10 dias de evento

No sábado (12), Dia das Crianças, houve contação de histórias, sessões de cinema, lançamentos de livros infantis e diversas oficinas; o evento acontece das 10h às 22h, no Multicenter Sebrae e é a sétima edição realizada pela gestão do prefeito Edivaldo

Crianças têm muita energia para gastar. E no dia delas, 12 de outubro, a 13ª Feira do Livro de São Luís (FeliS) preparou uma programação especial para os baixinhos, com contação de histórias, sessões de cinema, lançamentos de livros infantis e diversas oficinas. Durante toda a Feira, haverá atividades voltadas para os pequenos. O evento tem como tema “O Brasil atemporal na obra de Aluísio Azevedo” e acontece até o dia 20 de outubro, das 10h às 22h, no Multicenter Sebrae. A sétima edição da FeliS é promovida pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior e coordenada pelas secretarias municipais de Cultura (Secult) e Educação (Semed).

A programação da 13ª FeliS é um prato cheio para as crianças darem asas à imaginação. Em um ambiente cercado de livros, houve contações de histórias em vários espaços, com destaque para as realizadas pela Biblioteca Comunitária Josué Montello e grupo Xama Teatro, com o Baú de História.

Outro atrativo são as sessões de cinema realizadas pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), que neste sábado foram curtas metragens como a ‘A história da cabra – queijo de cabra’, do diretor Jan Tománek, e ‘Wickie e o tesouro dos deuses’, do diretor Christian Ditter.
Crédito: @Divulgação

O secretário municipal de Cultura Marlon Botão fala sobre a programação diferenciada que a FeliS tem para o público infantil. "Promovemos uma programação direcionada para a criançada na Feira do Livro, com sessões de cinema, recreação infantil com contação de histórias e brincadeiras, oficina de brinquedos com materiais recicláveis e lançamento de livros infantis", comenta.

No Café Literário, houve lançamento coletivo de livros infantis e juvenis, das 14h30 às 16h30, com as obras "Os guardiães Mirins", de Geane Fiddan; "Diário Mágico", de Sharlene Serra; "Família é assim", de Natália Ribeiro; "Badu e a goiabinha", de Regilane Barbosa; e "A cigarra Mariana Luz", de Jucey Santana. A mediação foi com a Associação das Jornalistas e Escritora do Brasil – AJEB.

A criançada também pode aproveitar as oficinas de mini livros, origami e de mandala, que aconteceram nos espaços Criança Semed. A dona de casa Raquel Arouche, mãe da pequena Karen, de 2 anos, trouxe a filha para participar da oficina de mini livros, que aconteceu no Espaço Criança Semed I – Educação Infantil, das 15h às 17h.

“É o segundo ano que eu trago minha filha para a Feira. Apesar de ela ser tão pequena, o universo da leitura faz parte do cotidiano dela e participar deste evento amplia a vivência dela com a leitura. Este é um espaço específico para a faixa etária da minha filha, a gente está gostando muito”, compartilha.

O Espaço Criança Semed I – Educação Infantil tem como objetivo fortalecer a prática da contação de histórias durante os 10 dias de Feira do Livro para as crianças de até cinco anos, trabalhando com leituras interativas e com a prática da comunicação em libras.

A coordenadora do espaço, Sinara Rodrigues, fala sobre a agenda extensa de programação. “O carro chefe dessa atividade são as contadoras premiadas com o Prêmio Baobá, em São Paulo, e professoras convidadas da rede municipal de ensino. Durante a semana estamos planejando também atividades como pintura de rosto, oficina de contação de história, oficina de sucata e leitura com os livros da biblioteca móvel”, explica.
Crédito: @Divulgação

No Espaço Criança Semed II – Ensino Fundamental, das 15h às 17h30, aconteceu a oficina de origami, promovida pelo Centro Ozaca, e uma oficina de mandala. Houve também a oficina de malabares, que aconteceu em formato de intervenção, com participação das crianças do Circo Escola, circulando pelos espaços da Feira do Livro, das 15h às 16h. O projeto Circo Escola é promovido pela Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas).

Estudante do Colégio Literato, Sthela Lissandra Feitosa Rocha tem 8 anos e participou da oficina de malabares. “Eu já vim na Feira do Livro do ano passado e gostei muito. Hoje eu estou treinando com o Circo Escola e estou aprendendo sobre o arco, lançar bolinhas, malabarismo e já aprendi a usar a fita. Eu acho importante treinar isso porque ajuda a desenvolver nosso aprendizado e a coordenação motora”, conta.

Além disso, foi realizada visitação a dois carros biblioteca da Semed e um do Sesc, que animaram a garotada com jogos e brincadeiras como amarelinha, dama, jogo da velha, dominó e jogo da memória. A programação também contou com show de mágica com Jeif Karaf.